terça-feira, 29 de setembro de 2020

Presidente do Botafogo-PB nega dívida e diz que auditoria independente analisará contas do clube

 

Orlando Soares. Foto: divulgação

A diretoria do Botafogo-PB anunciou ontem (28), que irá contratar uma auditoria independente para analisar as contas do clube nos últimos 60 meses. A atual gestão aproveitou para negar acusações sobre suposta dívida de R$ 2,7 milhões e afirmou que o clube está em dia com suas obrigações.

O presidente Orlando Soares afirmou que dívida milionária deixada pelo grupo de oposição, quando estes comandavam o clube em conjunto com a atual diretoria, impossibilita o clube de receber recursos do Governo do Estado devido as fraudes no extinto programa Gol de Placa.

Esse débito, de pouco mais de R$ 3 milhões, tem impossibilitado o Belo a ter acesso aos recursos previstos do programa estadual para os anos de 2019 e 2020, valor que ultrapassa os R$ 2 milhões. A fraude na utilização de CPFs falsos por diversos clubes no programa levou a suspensão dos pagamentos e a realização de um acordo de leniência com a receita estadual.

– Este dinheiro seria de suma importância ao Botafogo-PB, principalmente em um ano com diminuição de receitas, mas infelizmente nós não tivemos acesso por conta de irregularidades na gestão anterior – destacou.

De acordo com Soares, o clube não possui uma dívida R$ 2,7 milhões, pois estão sendo contabilizadas despesas previstas até dezembro deste ano. Ele lembrou dos problemas enfrentados em função da pandemia do novo Coronavírus e acusou a oposição de estar mentindo.

– Nós estamos em dia com nossas obrigações. Mesmo com todas as dificuldades que a pandemia do Coronavírus causou no futebol não só brasileiro, como mundial, nos ajustamos e não estamos devendo nada a ninguém. A oposição está simulando despesas que vamos ter ao longo do ano e tentando vender como se fosse uma dívida da atual gestão – explicou.

Candidato à presidência pela chapa “Belo para Todos”, Orlando Soares anunciou que irá contratar uma auditoria independente para realizar um escrutínio nas contas da Maravilha do Contorno nos últimos 60 meses para elucidar possíveis problemas gerados por antigos gestores da agremiação.

– A auditoria será importante para deixar bem claro a real situação financeira do clube e tudo o que foi feito nas gestões anteriores – disse.

O ex-presidente Sérgio Meira, aliado de Soares e candidato à presidência do Conselho Deliberativo pelo mesmo grupo político, assim como o atual presidente, eram integrantes durante boa parte da década do mesmo grupo dos que agora acusam de má gestão orçamentária. Meira, inclusive, foi vice-presidente financeiro em gestões anteriores.

O setor de finanças é um dos principais pontos de disputa entre as duas forças que disputam o poder. Foi a não aceitação em ceder informações do erário do clube à oposição que levou ao rompimento do acordo firmado entre Sérgio Meira, na época presidente, com os opositores, e sua consequente renúncia.

Contudo, durante o período de cerca de 24 horas de vigência do acordo, essas informações foram repassadas para Guilherme Novinho e Paulo Monte, membros do lado opositor da política botafoguense. As prestações de contas da atual gestão são questionadas e foram fruto de embate na aprovação pelo CD em julho.


Fonte: Voz da Torcida

Matéria retirada do portal Paraíba.com.br

Postado por Juarez Neto

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter