segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Norte e Nordeste avançam na reabertura; Sul toma medidas mais rígidas




Foto: Divulgação/Prefeitura de Caruaru
Quando a pandemia do novo coronavírus impôs o isolamento social, para tentar conter o avanço do número de casos e mortes por covid-19, os governos dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal criaram planos que definem a retomada gradual das atividades econômicas. Em boa parte dos estados, esses planos resultaram em reabertura, com regras, de diversos setores. Um levantamento quinzenal da Agência Brasil acompanha a execução desses planos. No final de junho, foi publicado o primeiro levantamento, no início de julho, o segundo e, na terceira semana de julho, o terceiro.
O Norte e o Nordeste, em geral, aumentaram a abertura de suas economias, enquanto o Sul tomou medidas mais rígidas para conter a pandemia.
Na Paraíba, no dia 27 de julho, o estado divulgou a quarta avaliação da situação dos municípios de acordo com o Plano Novo Normal Paraíba.  Os resultados são válidos até esta segunda-feira (10), quando deverá ser feita uma nova avaliação. A maioria dos municípios, 185 dos 223 municípios paraibanos, está com Bandeira Amarela. Outros 22, estão com a Bandeira Laranja. Apenas 16 municípios estão com a Bandeira Verde. Esse número caiu em relação à avaliação anterior, quando eram 23 municípios nessa situação. Não há municípios com a Bandeira Vermelha, a mais restritiva. A capital, João Pessoa, está entre os municípios sinalizados com Bandeira Amarela.
De acordo com o plano, os locais com Bandeira Vermelha têm as maiores restrições. A Laranja permite o funcionamento apenas das atividades essenciais; a Amarela têm restritas as atividades que representam maior risco para o controle da pandemia. Podem funcionar, por exemplo, comércio, shoppings centers e comércio popular. 
A Verde permite que todos os setores estejam em funcionamento, exceto atividades escolares e acadêmicas presenciais, contanto que adotem medidas para o distanciamento social. Em todas as bandeiras podem funcionar atividades essenciais, como: lojas comerciais (apenas para delivery), salões de beleza e barbearias, com restrições. A intenção, segundo o governo, é oferecer subsídio para os gestores municipais tomarem decisões.  
Em alguns estados, como Acre e Rondônia, os governos locais reclassificaram municípios de acordo com planos de retomada, com expansão do funcionamento de mais setores, como no Amapá. Em outros casos, a retomada incluiu a abertura de novas atividades. O Amazonas, primeiro estado a sofrer com a pandemia, já marcou o cronograma de volta às aulas presenciais. 
O Piauí e o Rio Grande do Norte estão com processo de retomada de diversos setores econômicos.
Já o governo gaúcho vai aumentar a testagem no estado. O programa Testar RS está ampliando o número de testes diários de RT-PCR que vai saltar de mil para 8 mil testes diários. Em Santa Catarina, 209 municípios estão com o transporte coletivo interrompido.
(Clique abaixo nos estados para ver o conteúdo)

Região Norte

Acre

Amazonas

Amapá

Pará

Rondônia

Roraima

Tocantins


Região Centro-Oeste

Distrito Federal

Goiás

Mato Grosso

Mato Grosso do Sul


Região Nordeste

Bahia

Maranhão

Piauí

Rio Grande do Norte

Ceará

Paraíba

Pernambuco

Sergipe


Região Sudeste

Espírito Santo

Minas gerais

São Paulo

Rio de Janeiro


Região Sul

Paraná

Rio Grande do Sul

Santa Catarina


Agência Brasil

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter