sábado, 11 de julho de 2020

Euclides Vaz de Araújo, presidente das Virgens de Mangabeira, morre com covid-19 após 36 dias internado no Hospital Universitário

Euclides Vaz de Araújo deixa legado para a cultura e o esporte de João Pessoa. (Foto: Arquivo pessoal da família)
O bairro de Mangabeira, em João Pessoa, está de luto. Morreu na madrugada deste sábado (11), aos 70 anos de idade, Euclides Vaz de Araújo (Kida), presidente e fundador do bloco carnavalesco Virgens de Mangabeira e da Quadrilha Junina Tico Show, após passar 36 dias internado para tratamento de covid-19, no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), na Capital.
Euclides Vaz era bastante conhecido em Mangabeira e a população está de luto. Ele deixa três filhos (dois homens e uma mulher), além da esposa. "Ele deu entrada com covid-19, depois melhorou, mas o quadro permanece com o diagnóstico de covid para a morte", comentou ao ClickPB, a filha Raquel Vaz. Kida deixa um legado para a cultura e para o esporte de João Pessoa. Além do bloco Virgens de Mangabeira, ele ainda fundou a Quadrilha Junina Tico Show há 36 anos e também o time de futebol Fortaleza, conforme contou a filha. 
Wallace Albuquerque, morador de Mangabeira, lamentou a morte de Kida. "Eu o conhecia desde 1984. A morte dele foi uma perda para a cultura, para a família e os amigos. Ele era uma pessoa folclórica. Um guerreiro da cultura. Mangabeira está de luto", comentou.
Por conta da morte ter sido covid-19, não haverá velório. O sepultamento deve acontecer na tarde deste sábado (11). A família está decidindo o horário e o local, mas Raquel Vaz contou que, provavelmente, será no Cemitério Jardim Mangabeira, no bairro José Américo, na Capital. 

CLICKPB

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter