terça-feira, 16 de junho de 2020

Berg Lima nega possibilidade de renunciar cargo: “Isso é jogo da oposição”


Afastado do mandato por decisão judicial, o prefeito eleito de Bayeux, Berg Lima, negou, durante entrevista na tarde desta terça-feira (16), a possibilidade de renunciar ao mandato, como especulado pelo programa Arapuan Verdade, veiculado no dia de hoje.
Segundo ele, a informação se trata de uma estratégia da oposição.
“Isso é jogo da oposição”, disse.
A tese de renúncia de Berg serviria para forçar novas eleições municiais na cidade, dessa vez de forma indireta, pela Câmara de Vereadores.
Berg deixou o cargo dia 20 de maio acusado de contratar servidores fantasmas para a prefeitura de Bayeux em 2017. A decisão, que teve como relator o desembargador Joás de Brito, aceitou em parte a denúncia do MPPB e descartou o pedido da prisão preventiva, apesar de aceitar o pedido de afastamento para “garantia da ordem pública e do erário municipal”, uma vez que o afastamento cautelar se dá quando fica demonstrado na denúncia que a permanência do denunciado no cargo pode “reiterar condutas ilícitas” e atrapalhar o andamento do processo.
No lugar de Berg assumiu o então presidente da Câmara, Jefferson Kita.
Nos bastidores, também circula a informação de que o prefeito afastado de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB) também estaria estudando a tese de renúncia do cargo para forçar eleições indiretas na cidade. A informação, no entanto, não foi confirmada pelo gestor.
Fonte: PB Agora
Matéria retirada do portal PB Agora
Postado por Juarez Neto

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter