sexta-feira, 15 de maio de 2020

Secretário da PB acredita que militar como novo ministro pode convencer Bolsonaro sobre gravidade da pandemia


Após a saída do ministro da Saúde Nelson Teich, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, demonstrou preocupação com a instabilidade do cargo em meio a pandemia do novo coronavírus.
Diante da possibilidade de indicação do general Eduardo Pazuello para a Pasta, Medeiros acredita que, por ser militar, ele possa ter uma melhor relação com o presidente da República, Jair Bolsonaro. Atualmente, Pazuello ocupa a função de secretário-executivo do Ministério da Saúde. “Esperamos que ele adote essa interlocução fácil e célere no sentido em que os estados possam ser supridos com insumos e respiradores, além de todos os instrumentos que possam melhorar a assistência à saúde dos brasileiros”, declarou o secretário.
Medeiros revelou que, em conversa com o possível ministro na última quinta-feira (14), o general, se indicado, tende a seguir as orientações de Bolsonaro, mas que também pela patente militar, possa ter mais habilidade em convencer o presidente de algumas atitudes que não condizem com o que a ciência recomenda. “Que em conversa com a classe médica, ele possa ser convencido e convencer o presidente de que o melhor método de combater o coronavírus é através do isolamento social e esse é o único meio, se não, nós teremos uma tragédia nesse país”, alertou o secretário de Saúde da Paraíba.

Fonte: PB Agora
Matéria retirada do portal PB Agora
Postado por Juarez Neto

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter