quarta-feira, 20 de maio de 2020

Município do Sertão paraibano inicia entrega do “kit Covid-19” contendo Cloroquina

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Um dos assuntos mais polêmicos no país envolvendo o tratamento da Covid-19, doença provocada pelo coronavírus, é a utilização da Cloroquina.
O medicamento divide opiniões. Há quem diga fielmente que a utilização pode ajudar no tratamento, e outros que afirmam a ineficácia.
No entanto, a informação que, de fato, até o momento está comprovada, é que não existe base científica que afirme a eficácia do medicamento, e, dependendo do histórico de problemas cardíacos do paciente, ela pode ser fatal.
Um dos simpatizantes da Cloroquina aqui na Paraíba é o prefeito do município de São Mamede, localizado no Sertão paraibano, Umberto Jefferson (DEM).
Nesta segunda-feira (18), a Prefeitura da cidade liberou a entrega de um kit com diversos medicamentos, dentre eles Azitromicina 500 mg, Ivermectina 6 mg, Dipirona 500 mg, e, é claro, a falada Cloroquina 150 mg.
Em entrevista a uma emissora de rádio campinense, o chefe do executivo de São Mamede, que também é médico, deu algumas declarações sobre o que ficou popularmente conhecido como “kit Covid-19”.
De acordo com o ele, os kits distribuídos pela Prefeitura Municipal não são iguais para todos os pacientes, pois cada um recebe um de acordo com a prescrição médica e o tratamento específico.
“Não receberão os kits contendo todas aquelas medicações. Todas aquelas medicações são a gama que teremos disponível para o médico prescrever, de acordo com o protocolo vigente”, completou.
Ainda segundo Umberto, dessa forma, a pretensão é aumentar a possibilidade de diminuição de sintomas dos pacientes que testarem positivo para Covid-19.

PARAIBA ONLINE

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter