terça-feira, 28 de abril de 2020

Veja imagens do protesto dos empresários em Campina Grande

Foto: Jonathan Samuel
Foto: Jonathan Samuel
O Centro de Campina Grande ficou movimentado na manhã desta segunda-feira, 27, após um protesto de empresários e funcionários pela abertura do comércio na cidade.
O movimento reuniu cerca de 150 pessoas, entre funcionários e lojistas, e os manifestantes exibiram cartazes com frases, cantaram o hino nacional e rezaram de joelhos em frente às lojas fechadas.
Foto: Jonathan Samuel
Foto: Jonathan Samuel
O empresário Eliézio Bezerra esteve na manifestação e afirmou, em entrevista ao Conexão Caturité, que a categoria espera uma resposta sobre a reabertura do comércio.
“A ideia era essa, de trazer um manifesto organizado. Não viemos aqui agredir ninguém, só viemos mostrar a necessidade real de toda a classe, não apenas empresarial, mas externar e falar por vários deles, vários colaboradores, eles que são os mais necessitados pela busca do seu emprego, pela preocupação de manutenção do seu emprego, e com o fechamento das lojas, naturalmente esse desemprego aumenta”, frisou.
Foto: Jonathan Samuel
Foto: Jonathan Samuel
Segundo Eliézio, o protesto foi para que os poderes (municipal e estadual) possam rever a situação da reabertura, tendo como base o dado epidemiológico.
Foto: Jonathan Samuel
Foto: Jonathan Samuel
“O dado epidemiológico nos favorece para isso no momento. Então é baseado nisso que nós estamos pedindo dessa maneira. É essa a nossa reivindicação na manhã de hoje”, pontuou.
Foto: Jonathan Samuel
Eliézio Bezerra – Foto: Jonathan Samuel
Em relação ao número de desempregados na cidade após o fechamento do comércio em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o empresário afirmou que já passa de cinco mil pessoas.
– Alguns dados passam de cinco mil pessoas, e isso nos preocupa. Do nosso grupo (referindo-se ao Grupo Aluísio Calçados), já demitimos 22 pessoas em um período que era totalmente o contrário. Estaríamos contratando pessoas no mês de abril para trabalhar, para o extra, diante a todo momento que acontece nesses dois meses em nossa cidade (referindo-se ao período junino). E, infelizmente, o cenário é outro e a gente vem demitindo. Então isso preocupa. Muitas lojas também já sendo fechadas, essa é uma grande preocupação. Quanto mais tempo passa, mais lojas estarão assim fechando suas portas e aumentando o desemprego – lamentou.
Veja as imagens:

PARAIBA ONLINE

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter