quarta-feira, 22 de abril de 2020

Governo de SP anuncia na quarta reabertura gradual da economia

Movimento na Avenida Paulista em 12 de fevereiro de 2020 – Foto: Paulo Pinto/FotosPublicas
O governo de São Paulo começará a anunciar nesta quarta (22) as medidas de reabertura gradual da atividade econômica, paralisada pela quarentena para conter a epidemia do novo coronavírus. As informações são do Jornal Folha de São Paulo.
De acordo com a publicação, o vice-governador, Rodrigo Garcia, afirmou tratar-se de adoção de “isolamentos ou quarentenas heterogêneas”.
“Sendo assim, até 10 de maio nada muda na quarentena em São Paulo. A partir de 11 de maio haverá fases para manter a orientação da ciência e liberar gradualmente a economia”, confirmou o prefeito, João Doria.
De acordo com o plano, primeiro, deve ser permitida a abertura de comércios de rua. As autorizações vão depender da situação específica de cada cidade ou região. O ritmo de abertura será ditado pelo avanço do número de casos.
O vice-governador afirmou que o plano está em construção e depende da pactuação com setores econômicos. O governo espera conseguir mais dados sobre o espalhamento do Covid-19 até o dia 10 de maio. No estado já são mais de mil mortos, cerca de 40% do total de óbitos registrado no país até segunda-feira (20).
De acordo com o vice-governador, um plano sólido depende da curva epidemiológica, de capacidade de tratar dos doentes, de capacidade de testes, e outras condições, mas também de um acordo com cada setor de atividade.
Segundo o vice-governador e secretário de Governo, essa pactuação envolve discussões tais como o tipo de segurança que haverá para trabalhadores e clientes das empresas. Por exemplo, o uso obrigatório de máscaras pelos funcionários do estabelecimento.
As diretrizes da reabertura gradual estão sendo definidas pelos secretários Henrique Meirelles (Fazenda) e Patrícia Ellen (Desenvolvimento Econômico). Grupos de médicos, epidemiologistas, empresários, economistas e técnicos do governo discutem ainda o plano e as condições da pactuação.
“Ainda não temos detalhes, está sendo discutido e será ainda discutido à medida que sejam criadas as condições.”
De acordo com a Folha, a reabertura heterogênea vai depender das informações coletadas pelo governo paulista: um sistema de rastreamento por telefone de pessoas que possam estar doentes feito pelo Seade (o “IBGE paulista”); o acompanhamento do isolamento (feito por meio das movimentações de usuários de telefone celular) e a avaliação das movimentações no sistema de transporte.
A partir de 15 de maio, o governo paulista também vai começar testes por amostragem, a exemplo do que já vem sendo feito no Rio Grande do Sul.
Nesse programa, uma parte da população faz um exame de infecção pelo novo coronavírus, em várias etapas intercaladas por alguns dias. Desse modo, é possível estimar o grau de contaminação na população inteira e o avanço da epidemia, o que permite planejar a necessidade de equipamentos para tratar a doença e pensar o ritmo do fim do isolamento.

Confira a matéria completa aqui

Paraiba.com.br

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter