sábado, 7 de março de 2020

Integrantes do grupo Cunha Lima travam disputa por apoio de Romero


Tovar, Bruno e Pedro estiveram nessa sexta no lançamento do São João de Campina 2020
Integrantes do grupo Cunha Lima estão travando nos bastidores uma disputa para saber quem será alçado candidato a prefeito de Campina Grande com apoio do atual gestor Romero Rodrigues (PSD) nas eleições de 2020. Pelo menos quatro nomes têm sido lembrados para sucessão no pleito que se avizinha: o deputado licenciado, Tovar Correia Lima (PSDB), o ex-deputado estadual, Bruno Cunha Lima (sem partido), o deputado estadual, Manoel Ludgério (PSD) e o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB). Os três primeiros já se apresentam como pré-candidatos.
Tovar, que está como atual secretário de Planejamento da cidade, garante que já tem a simpatia do prefeito Romero Rodrigues e do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e quer conversar com ou outros nomes na construção de uma chapa única, apesar de afirmar que ou outros nomes também devam ser avaliados.
“Sou pré-candidato com apoio do grupo inteiro. Temos conversado com o prefeito Romero Rodrigues, com o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e estou me viabilizando nesse sentido”, disse Tovar acrescentando: “Vamos tentar construir uma candidatura única”, disse.
Primeiro nome a se colocar para a disputa desse ano na Rainha da Borborema, o ex-deputado Bruno Cunha Lima acredita que seu desempenho nas urnas em eleições anteriores deva ser lavado em consideração. Para ele, isso já é um ponto positivo.
“Já fui o mais votado duas vezes para vereador e como candidato a deputado federal, além de me eleger deputado estadual com votação expressiva na cidade. Tem que mostrar viabilidade administrativa e política. A eleição desse ano, diferente das que já ocorreram, não vai ser eleição que se enfrentará partidos e pessoas. Os debates estarão voltados em modelos administrativos e políticos”, defendeu.
Além dos pré-candidatos, os partidos também buscam a indicação do nome. Presidente do PSDB, Pedro Cunha Lima, argumenta que, necessariamente, o candidato seja o indicado pelo partido do prefeito atual, o PSD,  que pode filiar Tovar Correia Lima com a pretensão de se fortalecer na disputa pela vaga.
“Não precisa ver do PSD, necessariamente. Isso mostra que o PSD pode ser votado, e essa é uma possibilidade, mas também pode votar em alguma outra legenda. Então, no PSDB temos alguns nomes”, argumentou.
Na última terça-feira (3), em sua conta no Instagram, Manoel Ludgério, avisou que não aceitará um nome de uma escolha “de cima para baixo” e lembrou que sua trajetória política o qualifica para disputa.
“Se o critério for experiência e capacidade técnica, eu tenho, fui Vereador por três mandatos, Presidente da Câmara, Prefeito interino, secretário municipal por duas vezes, secretário de Estado, deputado no quinto mandato. Se o critério for lealdade, também preencho o requisito!”, diz trecho publicado pelo parlamentar.
Veja vídeo 

Roberto Targino e Wallison Bezerra -MaisPB

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter