sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Barragens geridas pelo Estado na Paraíba não correm risco, diz Aesa

Barragem de Cachoeira dos Cegos, em Catingueira, apresenta drenagem danificada
Nenhuma barragem de responsabilidade do Governo do Estado corre riscos, é o que assegura Porfírio Catão Cartaxo, presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Nesta quarta-feira (11), foi divulgado o Relatório de Segurança de Barragens (RSB) 2018, que revelou problemas ‘críticos’ em quatro barragens da Paraíba:Mucutu (Juazeirinho) e Queimadas (Queimadas) com erosões talude de jusante, Cachoeira dos Cegos (Catingueira) com drenagem danificada, e Saulo Maia (Areia) com hidromecânica inoperante.
Ao programa Hora H, da Rede Mais, Porfírio explicou que o relatório divulgado é referente ao ano de 2018 e que a maioria dos problemas já teriam sido solucionados.
“O relatório citou quatro barragens que nos informamos que tinha algumas anomalias, a Aesa já fez intervenções nelas, a barragem de Queimadas por erosões talude de jusante, a de Cachoeira dos Cegos por drenagem danificada, e Saulo Maia por hidromecânica inoperante”, explicou.
Somente na barragem de Mucutu ainda está sendo feito reparos pela Secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos.
“Nenhuma barragem de responsabilidade do Estado da Paraíba corre risco para a população”, ressaltou o presidente da Aesa.
MaisPB

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter