Raquel Dodge ressalta redução no número de mortes violentas na Paraíba e diz que Estado 'dá lição ao país'

Dodge esteve em João Pessoa para participar da abertura do 13° Fórum Brasileiro de Segurança Pública do Brasil (Foto: Reprodução)

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ressaltou a redução no índice de mortes violentas na Paraíba e enfatizou que o Estado dá uma lição ao país sobre segurança pública. Dodge esteve em João Pessoa nesta quarta-feira (31) para participar da abertura do 13° Fórum Brasileiro de Segurança Pública do Brasil.
Em sua fala, a procuradora-geral da República apontou que “as instituições que temos, poucas vezes, não nos conduzem a caminhos seguros. É preciso trabalhar com dados, com valores, diretrizes, metas e indicadores”.
A construção das políticas de segurança pública, como reforça Raquel Dodge, deve ser feita com ênfase no combate à violência e evidências concretas. Apesar do aumento no índice em vários estados brasileiros, a Paraíba segue reduzindo os números.
“Quando a Paraíba anuncia quase oito anos de decréscimo nos índices de mortes violentas no Estado dá uma lição para o país de como construir uma política que conduza a resultados sustentáveis, persistentes no rumo à paz social”, destacou a procuradora-geral da República.
Apesar dos avanços, Dodge lamenta que muitas pessoas busquem justiça com as próprias mãos. “A lei de talião, no entanto, continua a ser usada por muitos em nome da autodefesa. Essa é uma lei que é incompatível com o estado democrático de direito e a ideia é que o Estado, ao assumir o dever da Segurança Pública, assume o dever de promover justiça no lugar de vingança individual e pessoal”, afirmou.
Além da procuradora, participam do evento, o governador João Azevêdo, o secretário de Segurança Pública do estado, Jean Nunes, o ex- ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann e o deputado federal Marcelo Freixo.

Fonte: Redação ClickPB
Matéria retirada do portal ClickPB
Postado por Anne Maracajá