sexta-feira, 12 de julho de 2019

Polícia Civil prende três suspeitos de tráfico de drogas em João Pessoa



Três pessoas foram presas pela Polícia Civil, na manhã de quinta-feira (11), suspeitas de atuar no tráfico de drogas. As prisões foram realizadas em duas ações policiais por equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes de João Pessoa (DRE/JP).
O primeiro a ser preso foi Bruno Henriques dos Santos, de 27 anos. Ele já foi preso há alguns meses por posse ilegal de arma de fogo e vinha sendo investigado pela DRE por suspeita de atuar no tráfico de drogas. A polícia obteve mandados para realizar buscas em dois endereços pertencentes a ele. Nos imóveis, situados nos bairros do Cristo Redentor e Jardim Veneza, foram localizados porções de cocaína, um revólver 38, além de munições. O que chamou a atenção dos policiais é que foram encontradas munições de fuzil calibre 762.
Segundo o delegado Bruno Germano Victor, o preso explicou que vende as munições ao valor de R$ 300. Com o suspeito ainda foi encontrada uma carteira funcional falsa de agente penitenciário. “Ele usava esse documento para driblar a ação da polícia, se fosse abordado”, afirmou o delegado. O preso não foi localizado no local onde estava o material ilícito. Ele estava na sede do Departamento de Trânsito, fazendo uma prova, sendo preso ao término do exame.
Em outra ação policial, a equipe da DRE prendeu o casal Natali Pereira Pontes, de 30 anos, e Cleyton Valcir Morais da Silva, de 28 anos. A prisão ocorreu no bairro de Tambiá. No momento em que os policiais chegaram à casa dos suspeitos, a mulher tentou obstacular o trabalho da polícia.
“Ela disse que estava nua e demorou abrir a porta. Quando entramos no imóvel, percebemos que ela estava jogando diversas quantidades de maconha no vaso sanitário. Ainda conseguimos recuperar parte do entorpecente, será apresentado à Justiça. O companheiro admitiu ser o dono da droga. Mas a mulher será enquadrada por crime de associação ao tráfico, que não admite fiança”, afirmou o delegado.
Os três presos foram autuados em flagrante delito e recolhidos à carceragem da Central de Polícia, onde permanecerão até serem apresentados ao Poder Judiciário, durante audiência de custódia.
Fonte: MaisPB
Postado por Anne Maracajá

Nenhum comentário:
Write comentários
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter