Paraíba perde 795 postos de trabalho e tem 3º pior mês de junho desde 2004, aponta Caged

Saldo de emprego na Paraíba foi negativo em junho de 2019, segundo dados do Caged — Foto: Divulgação
Saldo de emprego na Paraíba foi negativo em junho de 2019, segundo dados do Caged — Foto: Divulgação



A Paraíba perdeu 795 postos de trabalho no mês de junho de 2019, conforme dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da secretaria especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, nesta quinta-feira (25). Foi o pior desempenho para o mês de junho na Paraíba desde 2016, quando o saldo entre admissões e demissões ficou negativo em 847 postos, e o terceiro pior na série histórica desde 2004.

Ainda de acordo com o Caged, no mês passado, foram registradas 9.505 admissões e 10.300 demissões, gerando um saldo negativo de 795 postos e um recuo 0,20% em relação a maio deste ano. Em 2019, a Paraíba vem acumulando um saldo negativo pesado. Somente no primeiro semestre do ano foram 7.654 postos de trabalho a menos que o mesmo período de 2018.

Apesar do saldo negativo, um outro levantamento feito pelo governo federal, este pelo IBGE, constatou que a Paraíba apresentou a menor taxa de desemprego do Nordeste nos primeiros três meses de 2019. Conforme levantamento a partir de microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), a taxa de desemprego da Paraíba foi de 11,1%, abaixo da taxa nacional de 12,7% e a oitava menor entre os estados do país.

Entre os setores listados pelo Caged, o setor de serviços, com 1.615 postos de trabalho a menos foi o setor da Paraíba que mais perdeu trabalhadores em junho de 2019. No ano todo, a Indústria de Transformação da Paraíba foi o setor com maior perda, são 4.914 postos de trabalho fechados nos seis primeiros meses do ano.

Por sua vez, nos municípios listados no Caged, João Pessoa puxou a queda no número de postos formais de trabalho, registrando um saldo negativo de 1.659 postos. Por outro lado, Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, com um saldo negativo de 293 postos criados ajudou a melhorar o saldo paraibano.

Fonte: G1 PB
Postado por Anne Maracajá