quarta-feira, 19 de junho de 2019

Justiça determina bloqueio de R$ 500 mil das contas de investigados em Operação Garimpo

As contas bancárias dos investigados pela Polícia Civil na Operação Garimpo, foram bloqueadas até o limite de R$ 500 mil por decisão judicial. A operação foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (19) e foram cumpridos mandados na orla de João Pessoa.
De acordo com o delegado Felipe Castellar, que coordenou a operação, foram apreendidos quatro veículos e documentos. “Foi determinado , segundo a ordem judicial, o arresto de valores nas contas bancárias dos investigados até o limite de  R$ 500 mil, que foi o valor até então apurado na investigação, como sendo o o valor desviado da Prefeitura de Itabaiana”, explicou o delegado.
São três mandados judiciais sendo cumpridos nessa nova fase da operação que já teve como alvo, na primeira fase, o ex-prefeito Antônio Carlos Melo Júnior.
As apreensões aconteceram em bairros da orla de João Pessoa, onde residem os alvos da investigação, André Teixeira de Carvalho Novais Gondim e Rodrigo Henriques Ribeiro Neves,  quais se evidenciaram na investigação como os principais responsáveis, ao lado do ex-prefeito de Itabaiana, Antônio Carlos Rodrigues de Melo Júnior, pelos desvios e especialmente pela lavagem dos capitais.
“Ainda estão sendo cumpridos mandados judiciais de sequestros de bens e de valores do ex-prefeito, de ex-secretários municipais e de operadores do esquema, com a finalidade de garantir o ressarcimento dos danos causados ao erário”, finalizou.
A operação foi denominada ‘Garimpo’ e é um desdobramento da ‘Operação Pote de Ouro/Mapa da Mina’, desencadeada ano passado. Os mandados foram expedidos pelo juízo da Comarca de Itabaiana. 

Fonte: Redação ClickPB
Matéria retirada do portal ClickPB
Foto: Reprodução
Postado por Anne Maracajá


Nenhum comentário:
Write comentários
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter