terça-feira, 18 de junho de 2019

Justiça da Paraíba decide reintegrar policiais exonerados por homicídio e por tortura


O Diário Oficial do Estado publicou nesta terça-feira (18) a reintegração de dois policiais militares da Paraíba. Um PM havia sido exonerado em 2013 por ter participado de um homicídio em 2008, em João Pessoa; outro foi exonerado em 2015 por torturar um suspeito de roubo, em Lagoa Seca, em 2006.

Na publicação, a Justiça orienta que o 9º Batalhão da Polícia Militar e a 4ª Companhia Independente de Polícia Militar encaminhem os policiais para atualização dos dados cadastrais e os apresente ao Centro de Educação para um estágio de readaptação.

O corregedor-geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Severino do Ramo, informou por telefone ao G1 que, como a justiça entendeu pela reintegração das partes, apesar das exonerações, a PM cumpriu a decisão judicial. Ele também afirmou que o caso deve ser encaminhado para o setor jurídico da corporação, para que seja analisado pelo procurador.

De acordo com o Diário de agosto de 2013, o soldado Wagner Batista de Oliveira foi exonerado do cargo por ter participado de um homicídio em 13 de julho de 2008, nas imediações do contorno da PB-008, que leva ao conjunto Valentina Figueiredo e à Praia do Sol.

João Batista Ramos de Oliveira, segundo publicação de janeiro de 2015, foi exonerado em 2015 por ter no dia 6 de setembro de 2006, no interior da Delegacia de Polícia do Município de Lagoa Seca, constrangido, com emprego de violência física, para o fim de obter confissão sobre suposta prática de crime de roubo.

Fonte: G1 PB
Foto: Reprodução/Diário Oficial do Estado
Postado por Anne Maracajá

Nenhum comentário:
Write Comments

Full-Width Version

false
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter