segunda-feira, 8 de abril de 2019

Suspeitos de fraude em concurso são de PE

Três dos quatro presos nesse domingo (7) pela Polícia Federal suspeitos de fraudar concurso público da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) são servidores públicos do estado de Pernambuco. A PF detalhou a operação “Ponto Final” durante entrevista nesta segunda-feira (8). Ao todo, seis suspeitos de fraude foram abordados pela PF na operação.
Três das prisões foram feitas durante o período da manhã, no campus IV da UFPB, em Rio Tinto. Os acusados vieram do estado vizinho e realizaram a prova na mesma sala, e segundo o delegado Fábio Maia de Faria, eles apresentavam comportamento diferente dos demais concorrentes na sala. Cada um dos três se dirigiu mais de uma vez ao banheiro, para que fosse realizado o contato com, no mínimo, uma quarta pessoa que não estava prestando o certame. “A ida ao banheiro era um subterfúgio, uma estratégia, para eles poderem conseguir as informações privilegiadas”, disse Fábio.
Após o término da prova, os policiais federais encaminharam os suspeitos até o banheiro para realizar a revista, com dificuldades, como relata Fábio: “Como eram dois policiais para abordar três indivíduos, um desses saiu correndo do banheiro e precisou ser detido pelo vigilante do local”. O delegado contou ainda que os três suspeitos tentaram destruir as provas, jogando elas na descarga. Foram encontrados com eles smartphones e smartwatches, nas suas roupas íntimas.
No período da tarde, em João Pessoa, um quarto suspeito foi apreendido. Antes mesmo de entrar na sala para realizar a prova, o detector de metais apontou a presença de um receptor preso a uma cinta, em um formato parecido ao um cartão de crédito, e um ponto eletrônico na orelha do indivíduo.
A Polícia Federal não descarta que os quatro suspeitos façam parte da mesma quadrilha criminosa. O trio apreendido no turno da manhã vai responder pelos crimes de fraude em concurso público e organização criminosa. O indivíduo que tentou fugir irá responder também por resistência. Já o candidato apreendido no turno da tarde responderá por fraude em concurso público.
Fonte: MaisPB
Postado Anne Maracajá

Nenhum comentário:
Write comentários
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter