quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Câmara analisa cassação de Berg e Kita ameaça acionar Conselho

A Câmara Municipal de Bayeux iniciou na manhã desta quinta-feira (03) análise do processo que pede a cassação do prefeito Berg Lima por supostas fraudes na locação de veículos.
O presidente da Câmara, Jefferson Kita (PSB), prometeu que a Casa cumprirá todos os trâmites constitucionais em processo que pede a cassação do prefeito Berg Lima e disse que ofensas pessoais não serão permitidas na apreciação da matéria e ameaçou acionar o Conselho de Ética da Casa.
“Vamos respeitar a opinião dos colegas. O parlamento é divergir de maneira respeitosa, mas a gente não vai permitir que haja agressões por ordem pessoais. Cada um tem seu posicionamento e deve respeitar a posição do outro parlamentar. Existe o Conselho de Ética para isso e não vamos transformar o Poder Legislativo em uma praça de Guerra”, destacou.
Para ele, a soberania do plenário será respeitada seja qual for a decisão, pela cassação ou manutenção de Berg Lima no cargo.
“O plenário é soberano e precisa de uma maioria qualificada de dois terços, ou seja, 12  votos dos 17 vereadores para que haja cassação. A população cobra que se tenha um desfecho, seja favorável ou não para a cidade ter estabilidade”, destacou.
Jefferson Kita falou dos trâmites da votação e previu que a apreciação do processo poderá se estender até às 22h de hoje.
“Foi feito relatório, vamos passar os vídeos das reuniões  das comissões e ouvidas as testemunhas, tanto de acusação como defesa. Após lido o relatório vai ser aberto espaço para a defesa se pronunciar e depois os vereadores terão cada um 15 minutos para fazer seus discursos para depois acontecer a votação”, destacou.
Fonte: Roberto Targino e Albemar Santos – MaisPB
Postado por Juarez Neto 

Nenhum comentário:
Write comentários
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter