quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Bahia vence Botafogo nos pênaltis e vai às quartas da Sul-Americana

Em jogo emocionante, o Bahia venceu o Botafogo na noite desta quarta-feira, 3, e garantiu vaga inédita nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Após perder o jogo no tempo normal por 2 a 1, mesmo placar que aplicou no confronto de ida, a decisão foi para as penalidades, e o Tricolor foi mais competente e bateu o Alvinegro por 5 a 4.
Com o resultado, o Tricolor enfrenta o Atlético-PR na próxima fase da competição. O Esquadrão ainda faturou R$ 1,5 milhão para os cofres pela classificação. Agora, o Bahia vira a chave e, no sábado, 6, visita o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro.
O jogo 
O técnico Enderson Moreira surpreendeu na escalação ao poupar os titulares Lucas Fonseca, Gregore, Ramires e Élber, mostrando claramente preocupação com o confronto de sábado pelo Brasileirão. Destaque para o retorno do Meia Allione que estava no banco.
Logo no início, o Bahia mostrou que não estava disposto a se conformar com o empate e partiu pra cima. A pressão não durou muito tempo e a equipe carioca equilibrou as ações. Em uma descida pela esquerda, Kieza chegou até a linha de fundo e bateu rasteiro, mas o goleiro Douglas estava atento e botou para escanteio. O Tricolor respondeu rápido com o atacante Gilberto, mas Saulo defendeu sem dificuldades.
O Botafogo chegava com mais perigo. Aos 19 minutos, Rodrigo Lindoso recebeu livre na área e chutou à queima-roupa para a linda defesa de Douglas. A torcida botafoguense não parava de empurrar a equipe ao ataque, mas quem chegou foi o Bahia com Gilberto, que bateu sem ângulo balançando a rede do lado de fora.
Em outra oportunidade, Lindoso quase abriu o placar, mas escorregou para sorte do Bahia. No entanto, essa sorte não durou muito tempo. Após uma jogada inteligente, Pimpão dá uma linda assistência para ele mesmo e tocou  na saída do goleiro Douglas. Aberto o placar no Nilton Santos. Resultado que dava a classificação ao Botafogo. No gol, o zagueiro Tiago sentiu a lesão que o afastou dos últimos jogos. Problema ao Tricolor, que perdeu seu outro zagueiro titular. Jackson entrou no lugar, reestreando na equipe principal depois de mais de 1 ano afastado.
O Bahia não se abateu com o placar e tentou o gol aos 31 minutos,  mas o zagueiro Rabello cortou para escanteio. Aos 33, esse ímpeto foi premiado com o gol de empate do atacante Edigar Junio, que não marcava há um bom tempo e vinha sendo bastante criticado pela torcida. O empate dava a classificação ao Tricolor.
O Botafogo se lançou ao ataque mais uma vez e, aos 39 minutos, a defesa do Bahia cochilou. Luiz Fernando ficou frente a frente com o goleiro Douglas, limpou a jogada e chutou para o gol vazio. Fogão novamente na frente do placar. Primeiro tempo movimentadíssimo. Esse placar levava o jogo para os pênaltis. O Tricolor ainda chegou mais uma vez ao ataque, porém, o árbitro assinalou impedimento de Zé Rafael, que pouco criou.
No retorno do intervalo, o Bahia chegou primeiro na área adversária, com Nino Paraíba que chutou sem direção. As duas equipes não estavam dispostas a decidir a vaga nos pênaltis. Em uma cobrança de lateral, Kieza desviou para a pequena área e Pimpão não aproveitou. Gilberto trombou com o zagueiro Carli e a bola sobrou para o atacante Tricolor que mandou por cima. Luiz Fernando, em noite inspirada, cruzou para Igor Rabello que cabeceia pra fora. Belo passe de Vinicius para Edigar, que não aproveita e a zaga corta para escanteio.
O esquadrão chegou mais uma vez num chute despretensioso de fora da área, mas o goleiro Saulo desviou. O Bahia tinha mais a posse de bola, só que o Botafogo não se retraia e tentava chegar ao ataque. Com o time mais à vontade em campo, o Tricolor chegou novamente num escanteio, que Grolli cabeceou com perigo.
Mais um gol do Bahia e a equipe carioca teria que fazer  dois gols para se classificar. Em uma cobrança de falta pela esquerda, Vinicius, muito bem na partida, cobrou com perigo e levou susto para o gol de Saulo. Foi o último lance dele, que saiu mancando para a entrada de Allione. Enderson mexeu mais uma vez e lançou o atacante Clayton no lugar de Edigar Junio.
Na primeira oportunidade, Allione chegou na pequena área, mas caiu sozinho. Gilberto ainda conseguiu recuperar e foi desarmado pela defesa adversária. As duas equipes buscavam o gol que garantiria a classificação no tempo normal.
Aos 39 minutos, o Botafogo chegou com perigo duas vezes, porém, o goleiro Douglas protegeu a meta baiana. No final do tempo regulamentar, as equipes aumentaram a pressão na busca de um gol para não precisar decidir nos pênaltis. Mas não adiantou. A decisão foi para as penalidades máximas. Haja coração!
Pênaltis
Lindoso abriu as cobranças e marcou para o Botafogo, sem chances para Douglas. Gilberto iniciou a série pelo Bahia e deixa tudo igual.
O uruguaio Aguirre cobrou e aumentou para o Fogão na segunda penalidade. No tricolor, o meia Zé Rafael deixa tudo igual novamente: 2x2.
Na terceira cobrança do Alvinegro, Marcinho partiu para a cobrança e... Traaaaaave!!! Jackson foi para a bola e desperdiçou a chance de colocar o Esquadrão na frente do placar.
Kieza fez 3x2 para a equipe de General Severiano na quarta batida da série. Pelo Bahia, Allione encheu o pé e deixou tudo igal de novo.
Na última da série, o meia Renatinho deixou o goleiro Douglas estático no gol e colocou o clube carioca na frente. Já Nilton cobrou com segurança e levou a decisão para as alternadas.
Pelo Botafogo, Moisés cobrou e Douglas defendeu a cobrança. Na última batida, o volante Flávio cobrou bem e selou a histórica classificação do Esquadrão. Festa no Fazendão!!! 
Agência Rádio

BORGES NETO SE LIGA PARAÍBA

Nenhum comentário:
Write comentários
Hey, we've just launched a new custom color Blogger template. You'll like it - https://t.co/quGl87I2PZ
Join Our Newsletter